quinta-feira, 19 de junho de 2008

casamentos gay

(Foto: Marcio Jose Sanchez/AP)
O casamento de Del Martin, 87 anos (à esquerda), e Phyllis Lyon, 84, na passada terça-feira, em São Francisco, foi um acontecimento histórico. O Supremo Tribunal da Califórnia declarou inconstitucional a lei que discrimina os casais homossexuais, considerando legítimos os seus desejos de igualdade nesta matéria. Ficou aberto o caminho para cerimónias como a que uniu legalmente estas duas mulheres, que se amaram toda a vida.
Mas agora, nas eleições de Novembro, os eleitores da Califórnia terão de votar não apenas no próximo presidente dos EUA mas também numa espécie de referendo sobre esta matéria, pois será necessária uma emenda à Constituição.
Milhares de casais homossexuais americanos não quiseram esperar nem mais um dia e estão a aproveitar esta oportunidade criada pela decisão do tribunal para oficializar as suas relações, como descrevem hoje o New York Times e o San Francisco Chronicle. Os cartórios até tiveram de fazer horas extraordinárias...!
Na nossa vizinha Espanha, o casamento (e a adopção) já são direitos reconhecidos aos homossexuais. Por cá, o assunto morreu, depois de anos a ser apresentado como uma «bandeira» da Juventude Socialista. Não se percebe bem porquê...

1 comentário:

marianinha disse...

Não tenho nada contra sou a favor mas acho indecente que o nosso governo ainda não tenha arovado a lei dos casamentos se realizarem em portugal tudo o ser humano nasce livre de fazer o que bém intende neguem tem o direito de o proibir tenho amigos homosexuais que são pessoas com um grande coração mais ainda do que outras que se dizem muito boas pessoas.