terça-feira, 4 de novembro de 2008

guia para a noite eleitoral

Muitos portugueses preparam-se para uma noite longa, em frente à televisão ou ao ecrã do seu computador (ou dos dois, ao mesmo tempo). Eis as 5 informações a que vale a pena estar atento (para mais «dicas» para navegar nesta torrente de informação, vejam o guia eleitoral do New York Times):

1. São precisos 270 votos eleitorais para ser eleito. As percentagens nacionais não têm muita importância (Se bem se recordam, Gore teve mais votos que Bush mas perdeu, ainda assim)

2. Às 23h, hora de Lisboa, fecham as urnas no Indiana e Kentucky. Se Obama ganhar no Indiana, um estado tradicionalmente republicano mas empatado nas últimas sondagens, será um sinal positivo para o democrata.

3. Virginia, Virginia, Virginia. Meia-noite. Se Obama ganhar aqui, é quase seguro que será o próximo Presidente. À mesma hora, os resultados do New Hampshire, que devem favorecer McCain. Se assim não for... já perceberam.

4. Também à meia-noite, olhem para a Florida, destinada a ser o centro das atenções em todas as corridas presidenciais. De tendência republicana, se McCain perder os votos deste estado, o 4º mais importante do país, é quase seguro que podemos todos ir dormir.

5. Segue-se a Carolina do Norte e o Ohio. 1h da manhã. A esta hora todas as televisões norte-americanas prevêm avançar o nome do próximo Presidente, com base em sondagens nacionais à boca das urnas (apesar das últimas só fecharem às 4h da manhã). Podem ir acompanhando aqui todas as sondagens em tempo real.

2 comentários:

Hélder Beja disse...

Passam das 03h. À espera que a Florida se pinte de azul para, finalmente, ir à cama. Já só uma grande surpresa alteraria o desfecho. Obama.

Patrícia Fonseca disse...

Pois é, a Florida demorou a chegar... Mas valeu a pena a espera, não? Obrigada pela visita!