quarta-feira, 25 de março de 2009

In memoriam

A Visão faz hoje 16 anos. Desde 2006, estes «dias de festa» são sempre agridoces. Falta-nos o Cáceres. Hoje, aqui na redacção, voltámos todos por momentos à sua companhia, recordando este vídeo, realizado por ocasião do 10º aniversário da revista.
Como mantenho desde o primeiro dia deste blog, ali naquela coluna da direita, ele faz-nos tanta falta, todos os dias. Mas há dias piores do que outros. Dias em que nos faltam as palavras para explicar a dimensão das saudades que temos dele. Por isso, perdoem-me a falta de originalidade, mas «reciclo» aqui parte de um texto que publiquei na revista, na semana em que ele nos deixou.


«O Cáceres Monteiro era, para os jornalistas da Visão, muito mais do que um director: era um companheiro, um professor, um amigo. E um extraordinário repórter. O melhor de todos nós.
Viajou por todo o mundo, publicou centenas de reportagens, escreveu vários livros, foi premiado por diversas vezes. E, contudo, nunca deixou de pedir uma opinião ou um conselho aos repórteres mais novos que com ele trabalhavam. Por mais de uma vez, chegou mesmo a pedir «permissão» para ser ele a partir em reportagem...! Essa humildade perante o trabalho é, talvez, o maior legado que nos deixou. Aqui, todos sabemos que, para seguir os passos do Cáceres, não podemos caminhar de nariz emproado, partir com ideias feitas nem voltar sem cicatrizes no coração.
Como disse o Luís Almeida Martins, na manhã da notícia mais triste, com ele morreu um pouco de todos nós. Mas há também um pouco dele que permanece em cada um dos que tiveram o privilégio de com ele trabalhar: o seu exemplo de coragem, determinação, independência e rigor; a recordação da sua generosidade, humor, intuição e talento; a memória do seu sorriso.
O Cáceres viverá para sempre no nosso coração. E em cada olhar curioso, em cada reportagem.»



A Visão faz hoje 16 anos. Parabéns, Cáceres.

5 comentários:

adevidacomedia disse...

Bonito, querida Patrícia!
Estamos na luta. Sempre. Também com ele. Beijinho.

Patrícia Fonseca disse...

E que bom é «estar na luta» com pessoas como tu! Obrigada. Por tudo.

Viva La Vida disse...

As pessoas que nos marcam, quer no trabalho quer na vida, ficam para sempre!
No pouco tempo que é, ainda, aquele em que estou na vossa companhia, se há algo de que já me apercebi, é o sentimento de saudade e de orgulho pela pessoa do Cáceres Monteiro.
E eu, que sei o que é tentar todos os dias continuar com a ausência de alguém tão importante.. Fico feliz. Feliz por ver que há pessoas que não esquecem mesmo quando o tempo passa. Mesmo sem ter conhecido o Cáceres. Fico feliz.


Parabéns pelos 16 anos.
Força «nessa luta».

E a festa foi bonita!


Um beijinho.
Ana Margarida Catuna

Patrícia Fonseca disse...

Obrigada, Ana. E bem-vinda à luta!

Joana Pestana disse...

Que engraçado... lembro-me perfeitamente do teu texto. Aliás, adorava a revista Visão, sob a direcção do Cáceres Monteiro.
Vais-me desculpar porque sei que trabalhas lá, mas a revista nestes últimos 2/3 anos, a meu ver, baixou de qualidade. Textos muito curtos e superficiais. Muitas notícias, mas sempre muito pouco aprofundadas. Parece mais a Sábado.